terça-feira, 13 de agosto de 2013

Andorinha



Hoje olhei as andorinhas voando
E parei pra pensar
Em tudo que nós tínhamos decidido conversar
E fiquei me perguntando:
Por que aquilo tanto me emocionava?
Por que me dava tanta vontade de chorar?
E por que tanto me chateava?
Acho que me fez lembrar do que você me falou
E te confesso que essa melancolia me pegou.
É que mesmo tendo entendido tudo que você me disse
Eu ainda tenho minha cisma e esquisitice
E não pude evitar de pensar
Depois que vi todas aquelas andorinhas procurando um ninho:
Será que é você que não entende direito como voar,
Ou eu que não entendo como é ser passarinho?

Vivian Pinto


Tudo bem que não é uma das minhas melhores poesias, mas eu gosto dela (:
Fonte da imagem, pelo menos foi daqui que eu tirei kk
beijos rimados pra vocês!

Um comentário:

Cecília Ferreira disse...

*bip*
Posso falar? já ta gravando? aiiii...
Oi vivi haha
Ahh minha querida poeta favorita amei essa poesia sabe o porque? só pelo simples fato do voar! Acho que no fundo todo mundo se prende por um tempo no chão, mas a decolagem supera as expectativas. Até os mais pesados e duros como o passarinho de lata podem voar.Tão bom isso :)

Amo te ler, pode continuar postando hein?! e vi os poemas no face, curtir demais mesmo. Tá tudo lindo vivi :D

Paz e Morangos