quinta-feira, 8 de agosto de 2013

multidão

Pode ser que eu esteja errada em muita coisa
e que eu nunca consiga acertar,
que eu vá me arrepender de ser orgulhosa,
e que eu me recrimine por não tentar.
Tudo bem que muitas vezes a culpa é minha
e que, se eu me sinto mal, eu procurei,
se eu me machuco foi porque eu me joguei,
e se choro, choro porque pequei,
e pior, tendo consciência disso.
E você, já viu quantas vezes eu repito a palavra eu?
Pois é, veja como o egoísmo já me acometeu
e como meu senso de auto-proteção
ganhou do meu coração.
o problema é que eu estagnei
e não conheço fórmula de reversão
pra uma pessoa ainda em construção,
e tão fadada a dar errado.
Se eu ainda tiver oportunidade
eu te peço, não desista,
se eu te expulsar, insista,
eu preciso que você acredite em mim,
pra eu poder acreditar também.
É uma necessidade só minha, eu sei
e eu não pretendo culpar ninguém,
e muito menos que todos entendam.
Mas você, você eu gostaria que me visse
que me explicasse
e que me compreendesse,
que me mostrasse que eu posso,
ainda mais junto a ti.
Porque pior do que estar só
pelo simples fato de ser a solidão,
é sentir que estou sozinha
em meio a uma multidão.

Vivian Pinto

Bom... Por essa semana esse é, provavelmente, meu último post, só pra dar ideia pra vocês do tipo de coisa que eu provavelmente postarei haha quando eu escrevi essa poesia eu não estava passando por um momento legal, mas tudo passa não é? Tanto as coisas boas quanto as ruins ;)
Fonte da imagem: Photaki
Beijos rimados pra vocês

3 comentários:

Cecília Ferreira disse...

Aquilo que você disse na outra postagem "Se eu tava triste, eu postava uma poesia nele e NA HORA você ia saber que eu tava triste" puts li essa e pensei " aah vivi tá triste, o que será que houve? vou chamar ela no face... ai no final vi que era uma poesia antiga... Ufa! ainda bem hehe
É vivi passamos por coisas difíceis, momentos que ficamos abalada, mas tudo há um propósito maior, então se há um dia triste de certo virá um bom.
A parte que mais curti foi "Porque pior do que estar só
pelo simples fato de ser a solidão,
é sentir que estou sozinha
em meio a uma multidão" Quem nunca se sentiu diferente no meio da multidão ou quando fazendo algo antigo já não é a mesma coisa? pois é coisas que a gente muda, coisas que todos nós passamos.

Já falei que amo suas poesias? e que é bom te ler? hahaha

Paz e Morangos

vih disse...

Aaah Ceci como eu sentia falta de ler seus comentários *---* Temos que providenciar várias postagens conjuntas haha e eu vou achar o poema da batata-frita kkkk
Obg pelos elogios, e por me acompanhar e ne aturar... Por tudo (:
Volte sempre rs
Beijinhos e poesias pra você

José Victor Araújo Cardoso disse...

Que saudade de te ler. Por que me lembro dessa como alguma especial?