Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2013

Vista do Ponto

A vida não é sempre como queremos.
Ás vezes choramos quando queremos sorrir,
falamos demais em situações adversas
quando na verdade, deveríamos ouvir.
E em meio à tantas coisas
turbulências, calmarias e afins
Eu busco minhas mudanças,
mesmo que ás vezes relutante,
sem nunca perder as esperanças
de que você vai querer estar nelas
pra me mostrar que não é preciso mudar tudo
quando se tem amor no mundo,
pelo menos quando meu mundo é você.
Não é fácil ver as coisas mudarem,
não é fácil aceitar diferenças alheias também
e não é fácil lembrar que, é difícil pra nós,
mas também não é fácil pra ninguém.
Mas a vida não é sempre como queremos,
mas podemos sim gostar de tudo que temos,
é tudo uma questão de ponto de vista e entendimento.
E você, como vê o mundo nesse momento?
Vivian Pinto Uma vez uma professora minha me disse que tudo dependia do ponto de vista e da vista do ponto, algo muito bom a se pensar ;D
fonte da imagem. Beijos rimados pra vocês!

A Beleza das Coisas

A vida nem sempre é um mar de rosas,
e ás vezes o que eu mais quero é fugir
deixar tudo o que é ruim pra trás
e levar comigo só o que me faz sorrir,
pra um lugar cheio de paz.
Pra fazer o bem
à quem me faz também.
Pode ser que eu não saiba demonstrar
mas o importante é o sentir, certo?
Mesmo que eu não esteja sempre por perto
estarei sempre presente.
Eu penso em você até na nossa ausência
e nós sabemos que temos essa ciência.
Não importa o tempo que passar,
você sabe que eu estarei lá
e eu sei que lá você estará.
Essa é a beleza das coisas:
a amizade não morre
conforme o tempo corre.
E, assim como eu sei,você sabe.
Vivian Pinto
Taí Ceci, a poesia que você pediu (: como eu tava com saudade de escrever isso <3 p="">Beijos rimados pra vocês!
Após eras e eras de transformação,
é notório que existem coisas que não mudarão:
a Mãe Terra é inexorável
e não há força mais palpável
do que a luz do luar,
prateando o mar.

Tão grande quanto as terras de Earmin
é o lamento de quem canta essa canção,
pois mesmo conhecendo tão bem a natureza que o cerca
eu, o Bague, vivo em solidão.

para refrescar o calor dessa secura sem igual
que assola as terras de Aran,
quem vos canta conta com
uma brisa alegre vinda do litoral,
dançando com a areia do chão
como quem faz uma oração.

Contrastando com tal provação,
saúdam os audaciosos aventureiros,
que, ao andar na contra-mão
avistam as verdejantes terras de Entariam
como um Oásis, a recompensa da coragem do incerto
que é se por a andar no deserto,
caçando um pôr-do-Sol.

e, embora a provação dos anos tirem a tirem o frescor,
a natureza jamais perde sua pureza,
pois tem o poder da fé,
e a habilidade de reinventar o que é.
Considere então esta canção eterna,
como um poderoso testamento,
deixado pelo vento.Vivian Pinto
Olá :D Hoj…

Tudo dá poesia...

... mas nem sempre é fácil achar poesia em tudo. Muito menos em todos os momentos. Mas isso até que é bom, porque se fosse sempre, não seria tão especial. Ás vezes, por mais que eu tente achar rimas que façam sentido, parece que a vida está em prosa, e isso também não é ruim, porque a vida ás vezes é também prosa poética. Mas e quando não sabemos o que a vida é?
   "Não é tão ruim, Vivian, precisamos passar por esses momentos ás vezes"
   Tá certo, tá certo, eu digo isso pra quem vem conversar comigo e entra nesse assunto, mas a verdade é que é fácil demais falar isso quando não é você que passa pelo momento "só sei que nada sei". É fácil tentar achar sentido do lado de fora do caos, mas não é fácil estar no caos. Pelo estado caótico do meu texto, acho que vocês percebem que hoje sou eu que estou com o pensamento assim, meio enevoado, sem saber se rimo, proso, faço satyricon ou só leio e fico alheia à auto manifestações de arte e tagarelice.
   Prefiro ceder à t…

A Profecia dos Anjos

Se houver um dia guerra que haja paz logo depois se houve um dia o egoísmo que alguém nos ensine a viver a dois dois, três, mil. Solidariedade. E que possamos ver luz, bondade mesmo que só pareça haver escuridão esperamos que as aparências enganem os olhos, mas não o coração. Esperamos que não haja fogo que não apague, maldade que não cesse escuridão que não finde porque é paz que o mundo merece. Ao longe ouço trombetas, ouço cachos dourados falando de amor. é, todo o tipo de amor Asas batendo, penas caindo... falando de amor. E que se cumpra a profecia dos anjos. Vivian Pinto Olá :D Mais uma poesia antiga pra vocês, mas eu quero falar aqui a mesma coisa que falei quando postei pela primeira vez: essa poesia não é uma oração, não é uma prece, não é uma reza... não tem nada a ver com religião, porque meu blog não tem esse fim, okay? É apenas uma poesia ;) Fonte da imagem.
PS: à pedidos de um cegueta, não há mais a verificação de palavras nos comentários hahaha Beijos rimados pra vocês!