domingo, 25 de maio de 2014

Nostalgia ao (re)Verso


Eu até tento me acostumar com o tempo, 
mas não sei se ele vai com a minha cara.
Já não sei nem a quantas vai andar meu dia
se eu continuar nessa nostalgia.
Sentimento tem memória corporal
ou corpo que tem memória sentimental?
O ser humano é uma moeda eternamente em rotação
tentando decidir entre mente e coração.

Um brinde à nostalgia nossa de cada dia 
que faz tudo virar poesia
numa mente doentia
que só pensa em verso.
E reverso.
E reverte a ritmicidade,
sempre em busca da felicidade 

Vivian Pinto

Um comentário:

Bípede Implume disse...

Olá Vivian
O tempo "o grande mestre" "o grande escultor" ou o que lhe queiram chamar...melhor mesmo é não pensar. Ele se encarrega de tudo fazer ou desfazer.
Beijinho