segunda-feira, 7 de julho de 2014

E se?

Como seria sua vida se ela não fosse como é?
Qual seria sua comida preferida se você não preferisse estrogonofe? Qual chocolate você iria gostar se não fosse ao leite? Qual seria seu livro de cabeceira? E se você nem gostasse de ler? E se você preferisse o filme?
O que você seria se não fosse o que você é? Como você seria? De onde? De onde você tiraria tantas hipóteses?
Quem você amaria se já não amasse quem ama?

Por que tantas dúvidas sobre você numa cabeça só?

2 comentários:

Cecília Ferreira disse...

*Bip* Tá gravando já? vamos lá! (tenho que sempre fazer isso, se não fizesse não seria eu. Mas perai, se eu não fosse quem eu sou eu ia gostar de fazer isso?)
Sabe vivi, acho que o tempo resolve esses "E se?" pois nós mudamos. Infelizmente e em outras situações nem tanto infelizmente assim. Nós acabamos aprendendo sempre algo novo, uma nova forma de agir e uma nova "Eu" aqui dentro de nós. Só não podemos perder a essência, aquilo que nós faz bem!
E sabe? tudo acaba bem quando tem que acabar outras coisas só precisam ficar no E se e sem incomodar ;)

Sempre bom te ler!

Paz e Morangos

Bípede Implume disse...

Olá Vivian´
É mesmo, cada vez me agrada mais sua escrita.
Pois eu já não me imagino sendo outra pessoa. Estou tão habituada comigo mesmo e, se quer que lhe diga, até que gosto. Eu e eu somos velhas amigas.
Fiquei muito triste com o resultado do Brasil. Não estava nada à espera e até agora não percebo aquele apagão do brilhante futebol brasileiro. Deixa p'ra lá. Continue escrevendo para seu bem e para quem te lê.
Vou de férias, bem merecidas, pois tive um ano de muito trabalho
Voltarei logo.
Contudo vou estando atenta.
Beijinhos, até breve
Isabel